segunda-feira, 1 de junho de 2009

Nova versão do Kamasutra

Imagem - Claudia Schiffer

Saiu na Polónia a nova versão do Kamasutra, escrita por um padre (Ksawery Knotz) e intitulada O sexo que desconhece - para casais crentes em Deus ou Kamasutra para Católicos .
Foi ontem publicada no Correio da Manhã uma entrevista com o padre polaco de onde retiro algumas citações.
"Escreveu no livro que cada movimento que desperte o prazer é permitido e bem-visto aos olhos de Deus; por que é que não é válido também para casais não unidos pelo matrimónio?"
O mandamento: 'Não cometerás actos impuros' é vinculatório para os católicos. Se todos o respeitassem, poupavam-se muitos dramas humanos. É frequente que os maridos se arrependam de terem tido várias parceiras, porque se ressentem no amor. O casamento é o lugar mais seguro para iniciar a vida sexual e para dar à luz um filho. (só por serem casados já não traem?)
"Deverão os casais banir o sexo oral e a masturbação das suas práticas? "
O acto sexual completo oferece a oportunidade de sentir a profunda união espiritual. Os casais que têm a experiência desta união sentem-se tão bem que o sexo oral e a masturbação são apenas sucedâneos desta união. A ética da Igreja diz aos casais: procurem relações sexuais completas; não as descuidem. (afinal os padres não são assim tão púdicos!!)
"E o sexo anal?"
O ânus é formado de tal maneira que não está adaptado a este tipo de penetração. Qualquer médico distinto o confirma. Mesmo que no sexo se queriam usar todos os buracos do corpo, não significa que seja uma forma conveniente de gozar o amor. Quem quiser ser mais progressista e ilimitado que use os buracos do nariz e das orelhas. (ah! não sei se dava... :p)
'Quando as pessoas ouvem falar do carácter sagrado do sexo dentro do casamento pensam, imediatamente, que é desprovido de prazer, de fantasmas, de posições atractivas. Pensam que deve ser tão triste como entoar um cântico religioso. Mas cada acto, cada carícia, cada posição sexual visando o prazer é permitida e agrada a Deus.'
'Durante o acto sexual, os casais unidos pelo matrimónio podem mostrar o seu amor de todas as maneiras, podem oferecer uns aos outros as carícias que mais desejarem.'
(e só os unidos pelo matrimónio!)
Afinal é tudo muito bonito para quem acredita em Deus e quem opta por não casar, está lixado porque tudo é condenado pela igreja.
Peço já desculpa se estou a chocar alguém...é a minha opinião. Eu acredito na existência de algo superior a nós...um Deus...mas não pratico a religião católica nem me pretendo casar...pelo menos tão cedo, posso juntar os trapinhos com alguém mas casar é outra história e não o faria pela igreja como muitos fazem por...ser mais bonito!

9 comentários:

Dexter disse...

Vamos por partes:

Sou como tu, n sou religioso, n sigo nenhuma crença, mas p além disso n acredito em nenhum ser superior...acredito em mim, eu sou o meu "Deus" (perspectiva mais egocêntrica é impossível).

Quanto aos padres...se eu te fosse contar tudo o que sei sobre padres e pseudo padres...são piores que a maioria do pessoal (um amigo meu tem a mania que quer ser padre mas é pior que nós todos juntos).

E pera lá...buracos das orelhas e do nariz?! N tarda mto tá a sugerir chicotadas e bondage...

Cat disse...

Oh pa, que estupidez. A minha opinião é: esse padre é parvo e quer enriquecer à conta do livro.

Giovana (Br) disse...

Que nada, não chocou não, eheheh.

Ah, bem assim... A Igreja ainda não se tocou que os tempos são outros, ao que parece. Embora, seja bastante lucrativo, ainda, manter tais crenças e esta fé construída sobre a ignorância e ingenuidade de outrem.

Como Cat mencionou acima, o livro faz-se uma fonte de riqueza, sim. Se há quem compra, vamos à produção!

Beijinhos!

Helel Ben Shahar disse...

Penso que o erro que muitos cometem é julgar que o casamento vem estabelecer um vínculo mais forte entre o casal, quando tal não é necessariamente verdade. O casamento é uma forma simbólica de celebrar uma união que já existe, não a reforça.

P.S.: Não peças desculpa por expressares a tua opinião. É o teu blog e quem vem cá já deve saber ao que vem.

o dono do blog disse...

Também não acredito em deuses mas mesmo que acreditasse não ia dar a "pinocada" como manda a igreja só para agradar a outro gajo. Não gosta, não estrague ahahah!
E o que é que esse padreco tem a dizer sobre os padres pedófilos?
Se deus nem consegue ter mão nos seus seguidores, quer controlar em qual buraco é que cada um gosta de "meter"?
Pó raio que o parta.
Beijinho

Olhos Dourados disse...

Eu também acho que uma pessoa só se deve casar pela igreja se realmente acredita e é católico, senao é uma palhaçada!

disse...

Olha, estou com o Dexter. para além de que essa de usar outros buracos no corpo me vai, com ceretza, causar pesadelos logo à noite...

Debbie disse...

Deixem-me ver se percebi: O ânus não está adaptado a "esse" tipo de penetração. Mas as orelhas e o nariz estão?
Sabem o que vos digo?

Esse padre é muito kinky!

sakura disse...

Olá a todos! Desculpem só estar a responder agora aos comentários mas o tempo tem sido escasso para tudo!

Dexter: se há coisas que não fazem sentido é isso mesmo dos padres...é um bocadinho aquela do faz o que eu digo, não faças o que eu faço.
Chicotadas e bondage? Ui, é uma visão linda!

Cat: muito se fala da riqueza da igreja. De algum lado vem o dinheiro!

Giovana: os tempos são outros e todos têm de evoluir...mesmo a mentalidade da igreja!

Helel Ben Shahar: concordo contigo, não é um papel que vem reforçar nada e conheço vários casos de pessoas que se separaram pouco tempo depois de casarem!
Eu sei que não tenho de pedir desculpa ;)

O dono do blog: não sei qual é a desculpa que ele tem para os padres pedófilos e para as crianças abusadas em instituições católicas mas gostava de saber!

Olhos Dourados: nem sabes quantas vezes já ouvi dizer: "ai eu cá se casar é pela igreja porque é mais bonito!". Dahh!

Bê: não te queria causar pesadelos! ;)

Debbie: quando li essa frase só me deu vontade de rir!

Beijinhos para todos! ***