terça-feira, 16 de junho de 2009

Lágrimas salgadas

Keira Knightley

O post não é suposto ser deprimente, mas este tempo também não ajuda nem um bocadinho...e eu preciso tanto de uns raios de Sol para me iluminar...
Vou falar de lágrimas...de chorar...
Não ando numa fase down, antes pelo contrário, mas este post diz muito sobre mim.
Sou uma pessoa de lágrima fácil, de emoções à flor da pele. Não sou alguém que diz que não pode chorar em público, já o fiz (olhem que estou a falar de deixar cair lágrimas e não daqueles choros de baba e ranho).
Já chorei pelos motivos mais diversos que podem haver... Porque alguém me magoou e senti-me tão mal que até me doía o corpo e a alma...por estar feliz (sim, existem lágrimas de felicidade)...porque alguém me fez rir até às lágrimas...porque me comovi com algo (e aí pode ser um livro, uma música, uma recordação que me passou pela cabeça, uma cena num filme, ou tantas outras coisas)...porque alguém muito querido partiu deste mundo...
Numa fase má da minha vida (que se passou há pouco tempo)...cheguei a adormecer a chorar... acordar e chorar de novo...mas já passou, e espero que não se repita por muito tempo =)
Já chorei porque um amigo me comoveu imenso...
O N. um dia estava a dizer que devemos demonstrar às pessoas o quanto gostamos delas, não apenas quando estão mal, mas sempre...dizer a essas pessoas o quanto são especiais para nós antes que um dia seja tarde demais...e disse "Por isso, eu amo-te R., tu és uma amiga muito especial e com um coração enorme, do tamanho do Mundo". E é claro que me derreti em lágrimas, porque foi sincero e sentido, e porque eu não estava à espera de o ouvir. E porque o amo-te não serve só para o Amor entre duas pessoas, mas também para algumas Amizades, aquelas com A maiúsculo.
Chorar ajuda a lavar a alma, ajuda a libertar-me de energias negativas. Alguém me perguntou (nessa fase má que referi) porque é que estava a chorar...que não podia ser negativa...mas para mim não é por estar a pensar no pior ou em coisas más. É algo de que preciso para me curar. E eu disse: deixa-me passar um dia inteiro a chorar que depois só me vês com um sorriso, disposta a enfrentar tudo e todos com a cabeça erguida.
"Chorar é sinónimo de força interior" (BTS)...true! :)
Agora vão ficar a pensar que sou uma Madalena...
Mas não é bem assim! :)
Gosto imenso de sorrir ! De estar bem com a vida.

10 comentários:

Olhos Dourados disse...

Acho que todos temos desses momentos! Eu também já os tive!

Gingerbread Girl disse...

Sou um muito parecida contigo nesse aspecto... mas com o passar dos anos essa minha característica foi-se atenuando... principalmente desde há uns 4/5 anos para cá...
A vida vai-nos secando as lágrimas. ;)


kiss*

Le Enfant Terrible disse...

Deitar para o fora o que está na alma sempre foi o meu lema. Não se deve guardar cá dentro o que não seja bom!

Senhor das Chaves disse...

Há quem tenha lágrimas doces que, depois de sairem dos olhos, se transformam em baba de camelo lol

Just kidding :o)

Dexter disse...

Eu n sou uma pessoa de choro fácil. Aliás, reprimo-o sempre que consigo. No entanto, quando choro, seja de tristeza ou de alegria, são momentos tão intensos que me marcam...especialmente os de alegria!

Mas olha que já me senti a pior pessoa do mundo por não conseguir chorar...foi um dos momentos mais tristes da minha vida, quando perdi a minha bisavó, e não consegui verter uma única lágrima, apesar de estar para morrer...

Cat disse...

Eu tbm sou de choro fácil. Por diversos motivos, choro de alegria, choro de emoção, choro de tristeza, até sou capaz de chorar com filmes da Disney (shame on me!). Acho importante e tbm não considero nada que se seja uma fraqueza. Há pessoas mais susceptiveis a chorar do que outras, não quer dizer que sejam pessoas mais susceptiveis a sofrer ou mais frágeis!

Beijinho :) *

o dono do blog disse...

Eh pá, eu já chorei de desespero, mas isto até fica mal a um gajo, dizer que passou tantas noites aqui em frente ao monitor, a morrer de doença e de tristeza.
Acho que foi um grande alívio, numa fase que, só de pensar que pode voltar, me faz sentir um grão de areia insignificante.
Todos temos as nossas "dores" e as lágrimas aprisionadas, são como a água numa represa - temos de deixá-la sair devagarinho, para não levar mais ninguém na enxurrada.

Espero que depois do alívio venhas com outra disposição.

Beijinho

ComMedida disse...

Sakura
É HOJE - aceita o convite encontra-nos lá?

O Meu Frigorífico e Eu de Suzana Rocha Pereira. O livro será apresentado pela Dr.ª Dulce Malaia .No dia 17 de Junho, quarta-feira pelas 19 horas na FNAC COLOMBO

http://commedida.blogspot.com/2009/06/convite-hoje-na-fnac-do-colombo.html
Bjs
Márcia Almeida

Dina disse...

Eu sou como tu: sou de lágrima fácil: de felicidade, de tristeza, de emoção, de comoçoão, sei lá. Ajuda-me a limpar-me por dentro das mágoas e sim, dá-me força para seguir em frente.
E eu tb gosto de ouvir e dizer um «amo-te» sentido e sincero. Apesar de muita gente pensar «só se ama o companheiro», isto para mim não é verdade. Amo o meu marido, o meu pai, a minha mãe, a minha irmã, os meus sobrinhos, osmeus amigos,... e digo-lhes isso na cara. Sem vergonha nem pudor. Porque nada é mais bonito do que o amor...
Bjinhos...

sakura disse...

Olhos Dourados: faz parte da nossa vida... e ainda bem que não sou a única :)

Gingerbread Girl: já houve alturas em que chorei tanto que fiquei a pensar que se tinham acabado as lágrimas...mas os sentimentos estão sempre aqui.
Beijinho*

Le Enfant Terrible: é assim que eu penso...sentimentos negativos são para tentar dissipar...

Senhor das Chaves: só me ri! Porque baba de camelo é um dos meus doces preferidos! :)

Dexter: há momentos assim, em que não comandamos as nossas emoções, em que o verdadeiro sentimento não transparece...o que não quer dizer que não exista :) só tu sabes o que sentes...

Cat: não me sinto frágil por chorar, porque saio das situações sempre a sentir-me mais forte :)
Beijinhos!

O dono do blog: não podes pensar no pior, que coisas menos boas voltam a acontecer... Eu não estou em baixo...aliás, ando com um sorriso imenso :D foi só para mostrar um bocadinho de mim.
Beijinho*

Dina: tens tanta razão...o que pode ter de mal dizer "amo-te" se for sentido, se vier do fundo do coração, se não for dito só porque sim...
Bjinhos***