terça-feira, 27 de outubro de 2009

Timing


Há um tempo certo, uma altura certa, para as coisas acontecerem?
Quantos(as) de nós já nos perguntámos, quando conhecemos alguém muito especial, que essa pessoa devia ter surgido na nossa vida mais cedo?
Mas, já alguma vez se perguntaram, se alguém deveria ter surgido na vossa vida mais tarde?
Porque, por vezes, queremos muito que algo aconteça, desejamo-lo do fundo do coração, mas isso que tanto buscamos está-nos vedado. Por um tempo, dois anos, por exemplo... Queremos mas não podemos, ou não devemos...
As coisas acontecem quando têm de acontecer, right?
Pode parecer confuso...mas é o que vai neste momento na minha cabeça.

9 comentários:

blue disse...

Se as coisas acontecem quando têm de acontecer... bem, não tenho resposta para isso. Apenas te posso dizer que as coisas, pura e simplesmente acontecem. O problema é nós - no momento em que elas acontecem - estarmos preparadas para elas, ou não. Sermos capazes de as aceitar, ou não. Sabermos o que fazer com elas, ou não.

Já dá para ver... que sofro do mesmo.

Beijos.

L'Enfant Terrible disse...

Confuso não é, mas é isso sim uma grande verdade!;)

Lia disse...

olha, eu dava tudo para que o meu namorado tivesse aparecido na minha vda uns 2 aninhos mais cedo, ou melhor, para que qd ele apareceu tivessemos ficado logo juntos..não aconteceu assim, e deve ter sido por algum motivo, mas que tinha sido bem mais fácil..ai isso tinha!

Olhos Dourados disse...

Infelizmente nem tudo acontece quando estamos à espera.

Pepper disse...

As coisas acontecem quando têm de acontecer!

Beijocas

Vani disse...

Costuma-se dizer que querer é poder. :) Enquanto houver dúvidas, é melhor esperar até ter a certeza (acredita que saberão). Mas se essa dúvida é gerada pelo medo...não é duvida, é medo, e é natural ter medo de arriscar. Mas, tb se diz que, quem não arrisca, não petisca... ;-)

Susaninha disse...

Timing..essa palavra dá uma coceira...
Adorei este post...E sim as coisas acontecem quando tiver que ser:):)
Xiiiii

maçã disse...

nao é confuso, entendo.te perfeitamente

DoceSussurro disse...

Não acho nada confuso.
Nem imaginas as vezes que esse pensamento já me ocorreu.

Beijinho*