quinta-feira, 22 de outubro de 2009

Passado sexual


Todos temos o nosso passado sexual.
Com mais ou menos experiências, com mais ou menos parceiros, com mais ou menos fetiches realizados...
Quando temos uma relação com alguém, por vezes damos por nós a pensar que gostaríamos que essa pessoa não tivesse esse passado... Porque gostamos, porque nos toca, porque de certa forma nos magoa. Gostaríamos que a pessoa a quem damos todo o nosso amor fosse como um livro em branco... Virgem, mas com toda a sabedoria que adveio das experiências que já teve. O que é algo impossível.
Quando se fala do passado surge sempre esse tema... Quantos namorados tivemos, quantos casos, quantos amigos coloridos. Se um dia se fala de uma qualquer fantasia sexual e um dos elementos do casal já a realizou, fica sempre aquele clima no ar...de que se experimentou algo sem ser com a pessoa que agora estamos...
Outro aspecto que por vezes nos baralha é o número de parceiros sexuais que tivemos ao longo da vida...how much is too much? What is the right number? O número certo não existe... E por vezes surge o assunto "as mulheres misturam sexo com amor e por isso o número deve ser consideravelmente mais pequeno do que no caso dos homens...".
Podemos sempre pensar que todas as experiências, pelas quais passámos, nos prepararam para o momento presente.
O passado existe, há que respeitá-lo. Fica lá atrás e o que importa é o que vai acontecer daqui para a frente. De preferência com amor, carinho e muitas novas fantasias realizadas ;)

19 comentários:

S* disse...

Ai é muito difícil imaginar A NOSSA pessoa com outra pessoa... mas todos temos um passado e há que saber lidar com isso. Lido bem. :)

GiGi disse...

Este último parágrafo já diz tudo ;-)

Um beijo, Sakurinha! :-*

Chocolate disse...

Faz parte de AMAR, saber aceitar e não só é preciso saber tirar partido das experiências diferentes vividas e criar novas ... faz parte da conquista diária...

K,

Lia disse...

tens toda a razão! Mas todos nós temos um passado e ainda bem que assim é! A experiência ganha só ajuda a melhorar a nossa própria vida e depois é continuar a descobrir o outro, sempre... (mas lá que é dificil pensar que ele já esteve com outras pessoas, ai isso é)

suspiro de baunilha disse...

Tens toda a razao! O passado já passou, o importante é fazer um novo presente! ;) beijocas

Miles to go... disse...

Concordo.

:)

Marlene Fernandes disse...

para ser sincera lido bastante bem com isso. alias eu e o meu namorado falamos abertamente sobre isso e partilhamos experiencias... penso que o passado sexual ou sentimental é um passado como infancia ou adolescencia e do qual podemos retirar grandes informações do que motiva mais ou menos o nosso parceiro...
pessoalmente e em jeito de confição o meu amor é sem dúvida o melhor parceiro que tive e segundo ele o sentimento é reciproco, digamos que nos completamos perfeitamente e talvez por isso o passado não incomode....

mas tenho dito: o amor sente-se, o sexo faz-se :) e sinceramente adoro sentir amor e fazer sexo com o meu homem :)

bjokinhas

ps: opinião, se por acaso tens algum genero de questão em relação ao passado do teu amor, questiona-lhe de coração aberto, vais ser recebida do mesmo genero :D

Saltos Altos Vermelhos disse...

é preciso ter maturidade suficiente para aceitar! O que muita gentinha não tem!

Dina disse...

É realmente uma questão sensível. Eu prefiro tentar esquecer o passado do outro e vivermos só o presente, para não haver fantasmas entre nós...

Olhos Dourados disse...

Pois é isso, o passado é passado.

ADEK disse...

O último parágrafo do post é mesmo perfeito para o acabar:) Fica tudo dito...(é o que tenho fazer!). Beijinho*

Pepper disse...

Este post tem muito que se lhe diga...

;)

Beijos

Cat disse...

O ideal era nós podermos ter passado sexual e a pessoa que está connosco NÃO!

[ Sou tão justa, não sou? xD ]

Vani disse...

Isso é algo que não entendo nem me entra na molécula...passado é passado, não volta mais (a nao ser para nos assombrar, se deixarmos...). Chorar sobre leite derramado é tempo perdido. Enquanto se pensa que a outra pessoa fez algo que gostavamos que tivesse sido connosco, podiam-se realizar novas fantasias.
E, se virmos bem, uma fantasia, uma vez realizada, deixa de ser fantasia. Por isso, na prática, quando estamos com uma pessoa nova, tudo é novo. Até as fantasias.
O que interessa ao caso quem a pessoa foi quando estava com x ou y?? Interessa é quem é agora com a pessoa que ama.
Há sentimentos que deviamos conseguir racionalizar, para que não nos incomodem ou assombrem. Esse é um deles.
Mas isto sou eu :D

Patrícia disse...

Mto bem dito!!!

ML disse...

Como compreendo cada palavra que escreveste.

Claro que é complicado imaginar o nosso the one com outro alguém. é um facto. Mas passado é passado, e agora que venham de lá mais fantasias e sonhos, e novas experiências e que estas sim, se tornem inesquecíveis para ambos.

Hermione disse...

estou de acordo, mas faz parte do crescimento do casal aceitar o passado um do outro. beijinho

Precis Almana disse...

Há sempre coisas especiais entre duas pessoas diferentes. Mesmo as mesmas coisas. Fazem-se de forma diferente, sentem-se de forma diferente. Portanto, o passado é passado, e se no presente é connosco que estão é porque valorizam o que nós damos. N'est-ce pas?

blue disse...

É complicado. Quando se gosta mesmo, inevitavelmente, há aquele ciúme.
O passado importa - bem ou mal - fez de nós o que somos hoje. O problema é saber lidar com isso...