sábado, 24 de outubro de 2009

Momentos


Deitados no sofá do nosso ninho,
As minhas costas encostadas no teu peito,
Encaixados como duas conchas que se colheram na praia,
E que são perfeitas uma para a outra.

Os teus braços envolvem-me,
E sinto-me a flutuar.
Como se em vez de um sofá fosse uma nuvem de algodão doce, o local onde estamos.

O bater do teu coração faz compasso com o meu.

Dás-me beijos nos ombros, no meu pescoço longo,
E fazes-me arrepiar.

Sorrio, e penso que poderia ficar assim para sempre.
Nos teus braços,
Onde me perco e me encontro de novo.

6 comentários:

Lia disse...

e é tão bom sentir isso!!!!

ADEK disse...

Ohhhh...tão bonito:D ^^

MissBlueEyes disse...

Decididamente o amor instalou-se na blogosfera este fds! :)

Cat disse...

Lindo :)

Olhos Dourados disse...

Que romântico!

blue disse...

Tenho umas leituras... interessantes, lá no sapo. És capaz de gostar...

Procura a tag: casa na praia - aquela - sem vizinhos.

É capaz de ajudar o coração a palpitar ainda mais depressa ;)