terça-feira, 20 de setembro de 2011

Passion for books


Sempre gostei de ler.
Lembro-me de ler quase desde sempre, lembro-me de andar com pequenos livros atrás mesmo quando não tinha idade ainda para saber ler.

Para mim os livros são todo um Mundo.
Um Mundo onde me perco nas ruas por onde andam os personagens das histórias, um Mundo onde me encontro e vivo intensamente cada emoção descrita, com maior ou menor mestria pelos escritores.

A minha madrinha partiu deste Mundo há um ano e meio e deixou como legado a imensa paixão pelos livros, paixão essa que sempre partilhou comigo.
Fazia questão de me oferecer sempre um livro nos meus anos e no Natal, ainda que fosse apenas parte da prenda.
Foi pela sua mão que conheci muitos autores e foi ela que me deixou tantos livros depois de partir... Não os deixou a mim porque quis, nem sequer teve tempo de pensar a quem os deixar. Simplesmente sou eu quem mais valor dá a este pequeno tesouro. E foi comigo que eles ficaram.
São muitos...e ainda não os tenho todos aqui em casa.

Este A Doçura da Chuva foi o primeiro dos livros dela que li. Não consegui escolher um para começar. Simplesmente era o que estava em cima, num dos sacos com pilhas de livros...
E parece que estava destinado a ser. Pela forma como está escrito. Pelos assuntos que foca e que me dizem tanto...

Arrebatou-me mesmo, a ponto de por vezes não conseguir parar de ler, apesar de ser tarde, e de ter de dormir porque no dia seguinte o despertador madrugava...e eu com ele.

Fala de pessoas especiais e da forma como encaramos a vida...

"Lily aproximou a cabeça das nossas.
- Sei o que aquela formiga está a pensar.
- O que é? - perguntei gentilmente.
- Que tudo o que é preciso é cada um chegar ao cimo da sua própria folha de erva. Se o conseguirmos, somos especiais, e não interessa a que altura as outras pessoas conseguem subir nas suas folhas de erva.
Senti um nó na garganta.
- Vocês são duas das pessoas mais sábias que já conheci."
in A Doçura da Chuva, de Deborah Smith.

3 comentários:

Kikas disse...

partilho essa tua paixão pelos livros e sei-lhe mesmo dar valor. uma das coisas que mais tenho pena é que a minha mãe não a entenda.. acho que o dinheiro que gasto em livros é mal aproveitado e diz coisas como "não devias ler tanto nas férias, precisas de descansar a cabeça". só quem partilha este gosto sabe que não há melhor forma de relaxar :') adoro ler. é o meu "passatempo" de eleição, sem dúvida. e esse excerto é qualquer coisa..

Hermione disse...

eu tb adoro ler :) já li esse, é mesmo daqueles de ler sem parar. como diz a minha mãe, é um livro 'que puxa' :)

Olhos Dourados disse...

J+a li mais, gostava de ter mais tempo para isso.