segunda-feira, 21 de março de 2011

De escárnio e maldizer #1


De escárnio e maldizer, ou salvo seja.
É mais para constatar coisas que, de uma forma ou de outra, me irritam um bocadinho.
Sem ordem nenhuma de maior ou menor irritação que provocam...aqui vai a primeira (porque me aconteceu ontem, again).
Sabem aquelas pessoas que enquanto falamos, repetem em mímica labial tudo o que dizemos?
Para alguém como eu, que sabe ler os lábios na perfeição, ver essa mímica do
estou-a-ouvir-e-a-repetir-tudo-o-que-dizes é assim um bocadinho weird...
Irrita-me, mesmo.


Cantigas de Maldizer son aquelas que fazê os trobadores mais descubertamente; en elas entrã palavras que queren dizer mal e nõ aueran outro entendimento senõ aquel que queren dizer chaãmente e cantigas descarneo son aquelas que os trobadores fazê querendo dizer mal dalguen en elas e dizem-lho per palavras cubertas que aiam dous entendymentos para lhe lo non entenderen ...ligeyramente (Cancioneiro da Biblioteca Nacional, Arte de Trovar, Tit. III, C.VI).

Também contribuo para a vossa cultura ;)

3 comentários:

Nokas disse...

Irrita bastante!

Ana disse...

LOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOL


AHAHAHAHAH, já eu, acho piada :DD e tenho de fazer imenso esforço para não me rir... :D

mas confunde, confunde muito. :D e não tenho coragem de pedir que não façam isso :D

mas sabes que é inconsciente, é um tique. :D

Cláudia Neves disse...

Um selo para ti no meu blogue!
;)